06
Jul 09
publicado por Ruben Alves, às 00:09link do post | comentar

Já todos sabemos que neste país de brandos costumes tudo o que fuja demais do correcto e certinho é sempre visto e analisado através de umas enormes lentas telescópicas. Pelo titulo já perceberam onde quero chegar, é verdade que achei exagerada a atitude do ex-Ministro da Economia mas também é verdade que não acho ser razão para uma demissão.

 

O que ninguém fala e todos parecem querer esquecer é o que originou o gesto de Manuel Pinho: que me digam que tinha de ter poder de encaixe até acredito, mas não me digam que não ferveriam se em inúmeras sessões consecutivas, uma figurinha arrogante, usasse e abusasse da ironia e sarcasmo para lançar suspeitas infundadas de microfone desligado. Bernardino Soares não é nada mais que a representação pura da ambição e arrogância cada vez mais latente nas figuras mais jovens do PC, como diria o outro: "Tu queres é aparecer", não passa de mais um vampirinho a viver do sangue alheio, tão condizente com a cor do seu partido.

 

No fundo o que a mim me parece é que o que Bernardino faz constantemente no hemiciclo, principalmente desta vez, difamando a torto e a direito é muito mais reprovável e inclusivé, seria mais justificado a sua perca de mandato do que propriamente e a demissão do Ministro.

 

P.S.: Desculpem lá o alinhamento á direita, não quis dizer nada, eu não sou de direita (nem de esquerda), apenas me apeteceu ser simplesmente do CONTRA, como o Bernardino.


Meu caro,

A tua observação é pertinente e arrojada. Infelizmente, vivemos num mundo em que a culpa, não raras vezes, morre solteira.

Abraços
Tempestade
Anónimo a 3 de Agosto de 2009 às 13:33

Amigo Tempestade,

Obrigado pelo comentário, já me chamaram o Santo António das culpas, por mim nenhuma acabará solteira, nem virgem.

Abraço
Ruben Alves a 3 de Agosto de 2009 às 15:26

mais sobre mim
Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


arquivos
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO