28
Jun 09
publicado por Ruben Alves, às 21:02link do post | comentar

 

Mais um caso de violência de claques, segundo em dois dias.

 

Propietária do café em Lagoa (à Agência Lusa):

 

«Os elementos da claque do F.C. Porto entraram no estabelecimento e começaram a partir tudo, sem mais, nem menos»

 

«Partiram tudo, mesas, cadeiras, arracaram o extintor e agrediram um jovem que estava na esplanada».

 

 

Fernando Madureira, líder dos Super Dragões:

 

«Reagimos aos insultos de dois ou três jovens que estavam na esplanada com camisolas dos No Name Boys»

 

1ª consideração: Então estão três jovens com camisolas dos No Name Boys, e vem muito ordeiramente com certeza a passar a claque Super Dragões. E esse grupo de jovens vão provocar um grupo 7 vezes mais maior. Epah, não me parece!

 

2ª consideração: Mesmo que fosse verdade seria justificação para a violência utilizada, para com os jovens e principalmente para o património da pobre senhora? Epah, não me parece!

 

3ª consideração: Estão estas amostras de gente depois da destruição do café, não são detidos, sendo apenas identificados e pior, foram autorizados a assistir ao jogo de andebol para o quais se dirigiam,

 

Conclusão: Compensa ser vândalo em Portugal, principalmente se pertencerem a um certo clube. E ainda vem o líder da manada, disparar baboseiras para a imprensa, pensando que manda areia para os olhos das pessoas, não fazendo nada mais do que mostrar aquela mentalidade pré-histórica a que nos habituaram estas figurinhas de gente!


Meu caro,

O prometido é devido e cá estou eu para a visita.

Sobre o post na sua essencia não posso estar mais de acordo. Contudo, também não posso deixar de notar que os meninos dos No Name não são santos nenhuns.
Veja-se os recentes e tristes episódios passados na Academia do Sporting, ou se quisermos ir mais longe lembremos o que se passou numa final da Taça de Portugal, onde um adepto do Sporting foi morto por um very light lançado pelos meninos dos No name.

O Futebol devia devia ser uma festa, mas muitas vezes não é.

Abraços
Tempestade
Tempestade a 1 de Julho de 2009 às 14:06

Caro Tempestade,

Não defendi nem nunca defendo as claques quando as mesmas são protagonistas de tão tristes episódios (e não são poucas vezes), sejam elas adeptas de que clube forem, apenas escrevi sobre este episódio porque as desculpas apresentadas pelo impune cadastrado Fernando Madureira e pela lata que tem depois de partir uma pastelaria onde supostamente estavam dois ou três adeptos adversários.

Obrigado pela visita, espero que volte sempre que puder.

Abraços
Ruben Alves a 1 de Julho de 2009 às 14:47

mais sobre mim
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
25
26
27

29
30


arquivos
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO