24
Jun 09
publicado por Ruben Alves, às 21:58link do post | comentar

 

Quero desde já avisar que este é um post de opinião mais nada, não tenho provas do que digo mas tudo me faz acreditar nisso.

 

O caso da Autoeuropa, sendo o maior investimento estrangeiro em Portugal, tem de alguma forma com os meus sentidos mais revolucionários ou contestatários o que lhes bem aprouver de apelidar. Sendo assim, o que me parece é que a CGTP anda a mexer os cordelinhos sem se preocupar realmente com o futuro dos empregados da fábrica, a partir do momento que nem a própria UGT concorda com tais formas de actuar é razão para eu fazer circulos com o meu dedo indicador à volta do meu nariz, caricaturando o típico "look" intrigado.

 

Quando a central sindical vem apregoar que tem todos os trabalhadores a lutar pela mesma causa, e nesse mesmo dia os mesmos trabalhadores à saída do seu dia de trabalho, mostram-se preocupados e amedrontados quando inquiridos sobre o rumo das negociações, e das duas uma, ou o canal em questão tem uma pontaria dos diabos ou então temos aqui mais um exagero despreocupado da CGTP.

 

Não sei sinceramente, mas nos tempo que correm custa-me acreditar que trabalhadores, que são bem remunerados comparativamente a muitos outros operários, prefiram agora ficar sem trabalhar e sem receber 10 dias úteis até ao fim do ano do que trabalhar 6 sábados a receber ao valor de um dia útil normal.

 

Parece-me que há muita gente manipulada dentro da Autoeuropa, ligada provavelmente à CGTP, que tenta influenciar as negociações implicando todos operários, provavelmente com base em ameaças como tenho conhecimento de o terem feito no passado.

 

Deixem trabalhar quem quer trabalhar, com as picardias e minhoquices estão prestes a fazer com a que a Volkswagen perca a paciência e retire, repito, o maior investimento estrangeiro em Portugal.


mais sobre mim
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
25
26
27

29
30


arquivos
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO